quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Fique (Poema)











Venha cá
me abraçar
enquanto a chuva cai
e a noite vai
se despedindo.
Não brigue comigo.
Só complete o vazio
do que se partiu
e me preencha
com teus lábios.
Não sou tão sábio
pra impôr verdades
mas há necessidade
do teu corpo
junto ao meu.
Não vou questionar
o que se perdeu
ou competir
pra saber
quem mais sofreu.
Somos só você e eu.
Sem vaidades,
egos ou feridas.
Permita que te sirva
a bebida
enquanto a comida
fica pronta.
Que contemos histórias
que inexistam na memória
até se esquecer a hora.
Que dancemos
sem canção,
até seu coração
bater aqui dentro.
E quando tiver
que ir embora,
fique.
Em meu beijo,
em meu cheiro
e minha alma.
Pois quando
o sol nascer lá fora,
saberá que está 
onde só o amor
pode te tocar.

by Cristian Ribas